Câmara de Desenvolvimento Profissional

 Imprimir  E-mail

CÂMARA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

A Vice-presidência de Desenvolvimento Profissional tem como objetivo principal oportunizar o aprimoramento profissional a todos os Contabilistas. A filosofia da Câmara de Desenvolvimento Profissional, órgão vinculado à vice-presidência, definir estratégias de fiscalização preventiva, com a realização de cursos, treinamentos e palestras na busca constante da excelência no exercício profissional.

À Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional compete coordenar os trabalhos da Câmara de Desenvolvimento Profissional e coordenar assuntos relacionados à organização e à realização de eventos regionais e estaduais.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS:

  • EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA

    O Exame de Qualificação Técnica para registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), instituído pela NBC PA 13(R1), é um dos requisitos para a inscrição do Contador no CNAI, com vistas à atuação na área da Auditoria Independente.

    O projeto é desenvolvido pela Vice-presidência de Desenvolvimento Profissional e Institucional do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e iniciou-se devido a uma preocupação do CFC em elevar o nível técnico e científico do contador brasileiro da área da Auditoria Independente,  considerando o disposto na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) n.º 308, de 14 de maio de 1999,  Resolução n.º 3.198, de 27 de maio de 2004, alterada pela Resolução n.º 3.771, de 26 de agosto de 2009, do Banco Central do Brasil, e na Resolução CNSP n.º 118, de 22 de dezembro de 2004, do Conselho Nacional de Seguros Privados, combinada com a Carta Circular SUSEP-DITEC-CGSOA, de 8 de junho de 2011.

    O objetivo deste projeto é estimular o aperfeiçoamento do contador na execução do trabalho a ser desenvolvido na área de Auditoria Independente. Para isso, o Exame tornou-se um dos requisitos para a inscrição do contador que pretende atuar no mercado de valores mobiliários.

    O Exame é administrado por uma comissão formada por contadores indicados pelo próprio CFC e pelo IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil.

     Guia de Orientação sobre o CNAI: http://portalcfc.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2012/12/GuiaCNAI2012-mar%C3%A7o.pdf

  • EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA

    É um programa do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), que visa atualizar e aprimorar os conhecimentos técnicos dos contadores que atuam no mercado de trabalho como auditores independentes e estão devidamente registrados no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) e cadastrados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Instituído pela Resolução CFC nº 945, de 27 de setembro de 2002, o programa entrou em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2003 e, até então, tem sido rigorosamente cumprido. Atualmente a norma que rege o programa é a NBC PA 12 (R1).

    Para coordenar o Programa de Educação Profissional Continuada, foi estabelecida uma Comissão de Educação Profissional Continuada do Conselho Federal de Contabilidade (CEPC - CFC), coordenada pela Vice-presidente Desenvolvimento Profissional e Institucional do CFC. Integram também essa Comissão os vice-presidentes de Desenvolvimento Profissional dos cinco CRCs que reúnem o maior número de profissionais com registro ativo, os diretores de Desenvolvimento Profissional das cinco Seções Regionais do IBRACON que reúnem o maior número de profissionais associado ativos e 4 (quatro) membros contadores indicados pelo CFC, aprovados pelo Plenário do CFC.

    As Câmaras de Desenvolvimento Profissional dos CRCs, assumem a responsabilidade de incentivar a implementação das atividades voltadas para o programa, dentre elas, receber os pedidos de credenciamento das capacitadoras. Estas são instituições de ensino superior (de especialização ou desenvolvimento profissional) ou empresas de auditoria independente, que propiciem capacitação profissional; capacitadoras.

    Desta forma, o Conselho Federal de Contabilidade visa garantir a esses profissionais contábeis, que atuam como auditores independentes, o nível de capacitação e qualificação técnica que o mercado de trabalho exige.

    Saiba mais: http://portalcfc.org.br/coordenadorias/desenvolvimento_profissional/educacao_continuada/

  • PVCC - PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA CLASSE CONTÁBIL

    O PVCC visa sensibilizar os contabilistas sobre a importância das ações de voluntariado para a construção de uma sociedade mais justa e solidária. A classe contábil disponibilizará seus conhecimentos em ações sociais de voluntariado organizado, registrando, mensurando e avaliando os resultados de todas as atividades voluntárias empreendidas pelos profissionais da Contabilidade.

     VALORES E PRINCÍPIOS       

    ·         Cidadania

    ·         Solidariedade

    ·         Ética Profissional

    ·         Transparência

    ·         Sustentabilidade

     PROJETOS INSTITUCIONAIS

    ·         Gestão Eficiente da Merenda Escolar

    ·         Assistência a Organização da Sociedade Civil (OSCs)

    ·         Mobilização Social para doações ao Funcriança e ao Fundo do Idoso

    ·         Rede nacional de Cidadania Fiscal

    ·         Ações Localizadas de Voluntariado em Políticas Sociais e Comunitárias

    ·         Prestação de Contas do Terceiro Setor

    ·         Controle Social e Orçamento Familiar

    ·         Ações de Sustentabilidade Ambiental

     SAIBA MAIS: http://voluntariadocontabil.cfc.org.br/index.php?option=com_content&view=frontpage&Itemid=1

  • PROJETO MULHER

    O projeto “Mulher Contabilista”, através da Comissão das Mulheres Contabilistas, tem o intuito de buscar o reconhecimento e a valorização profissional como forma de alavancar e destacar o papel e a importância da mulher no contexto social, além de impulsioná-las ao empreendedorismo. O projeto tem como principal objetivo promover o aprimoramento técnico-cultural, por meio do desenvolvimento de ações de incentivo a uma maior participação das mulheres contabilistas no campo social, econômico e político do país, como forma de destacar seu papel e mostrando a sua eficiência no exercício da Profissão Contábil.


 COMPOSIÇÃO:

  • CONSELHEIROS EFETIVOS

    Maria de Nazaré dos Anjos Barros

    Francisco Gilvan Lima Moreira

    Waldir Costa Pires

  • CONSELHEIROS SUPLENTES

    Maria do Socorro P. Mendes da Silva

    Leone Napoleão de Sousa Júnior

    Simone Cristina Oliveira do Nascimento